quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Não adianta chorar sobre o diploma derrubado


Durante anos e anos o trabalhador da área de comunicação é explorado pelo cruel Mercado de Trabalho. Só agora, boa parte dos estudantes e profissionais formados em jornalismo vieram se atentar para a precarização do trabalho.

Pasmem com o que digo a vocês, todas as mazelas que prevêem com a queda da obrigatoriedade do diploma, já ocorria. Acreditam? Exploração do estagiário como mão de obra barata, terceirização de jornalistas contratados através de empresas prestadoras de serviços para pagar abaixo do piso salarial, instabilidade no mercado de trabalho, submissão aos patrões donos das empresas de comunicação, profissionais técnicos, diplomados e mal qualificados atuando como jornalistas...

Por isso não adianta chorar sobre o diploma derrubado sem reivindicar o que de fato é o mais importante. Diploma não é e nunca foi garantia de uma formação de qualidade, muito menos de uma regulamentação que ofereça segurança e boas condições de trabalho aos jornalistas.

6 comentários:

Anônimo disse...

LEO ÓTIMAS SUAS IDÉIASSSSSSSS!!!!!!!!!
ADOREIIII
BY: SUELLEM FORTALEZA

Anônimo disse...

e agora que o diploma foi derrubado todos os problemas se resolveram?

Leo Maia disse...

E quem falou que a derrubada da obrigatoriedade do diploma é a solução pra esses problemas??

Leia e releia o que escrevi, aí talvez você, anômimo, poderá compreender melhor o que estou dizendo.

Marii disse...

Acho que já chega de a gente ficar se fazendo de coitadinho...

Tanto drama pra nada!

Muito legal o teu blog.

Abraço!

Iara disse...

Gostei muito do texto!!
É um texto bem sucinto, mas que traz muitas coisas importantes!! Qualidade de formação... Regulamentação... Gostei!

Iara

Nayara Felizardo disse...

Mais um blog/site para acrescentar na estrelinha amarela que fica do lado esquerdo no meu pc, ou seja, os favoritos.

Muito bom